WSBK: Biaggi e mais uma dobradinha


img29708-1273423308-v580x435

Max Biaggi está a três pontos da liderança do campeonato Mundial de Superbike, após conquistar uma dobradinha em sua casa, no circuito de Monza, na Itália.

O italiano duelou pela primeira posição com Cal Crutchlow, quando o piloto da Yamaha sofreu com problemas técnicos e abandonou na décima terceira volta.

Isso deixou Biaggi livre para completar sua segunda dobradinha da temporada, mas Leon Haslam manteve-se consistente e finalizou a prova na Segunda posição. Ele ainda lidera o campeonato por meros três pontinhos.

Uma aglomeração logo no começo da prova causou um acidente. James Toseland foi espremido entre Jonathan Rea e Michel Fabrizio. O contato foi suficiente para o Toseland perder o controle de sua Yamaha e cair.

Toseland, que acabou de se recuperar de uma lesão no punho, foi levado direto para o centro medico. Rea e Ruben Xaus, da BMW Motorrad, também se juntaram ao britânico. O abandono de Rea completa um dia desastroso para a busca do título, já que não foi capaz de terminar também a primeira prova.

Após o acidente, Biaggi apareceu na ponta, seguido da BMW de Troy Corser – que largou muito bem e saiu da décima primeira posição para assumir a segunda colocação – e Tom Sykes, colocando a core verde da Kawasaki nas primeiras posições.
Sykes acabou sendo ultrapassado por Haslam e Crutchlow pouco depois, e a batalha pela primeira posição estava entre os quarto pilotos, os dois britânicos, Biaggi e Corser.

Assim como fez na primeira prova, Haslam não perdeu tempo em anunciar sua presença e tomou a liderança de Biaggi na chicania Roggia. Entretanto, em outra repetição da primeira bateria, ele foi novamente ultrapassado.

Crutchlow aproveitou a situação e assumiu a segunda posição. O homem da Yamaha estava determinado a conquistar um resultado melhor que o da primeira bateria, quando terminou em terceiro.

Sua causa recebeu uma ajuda na nona volta, quando Haslam errou na chicania da primeira curva e quase foi jogado de sua GSX R1000 e por pouco não acertou Corser.
Isso significou que Crutchlow estava agora sozinho para desafia Biaggi, e embora não conseguisse se aproximar da Aprilia nas retas, sua habilidade nas curvas o colocaram mais próximo do italiano e possivelmente da liderança da prova.

Porém, pouco depois, a corrida de Crutchlow terminou na caixa de brita. O piloto da Yamaha, no fim da reta, na décima terceira volta, percebeu tarde de mais que naquela curva ainda havia líquidos do acidente na primeira volta, e caiu.

Com a disputa de Haslam e Corser pela segunda colocação, Biaggi pode relaxar e passear pelo circuito para sua quarta vitória na temporada. O ex piloto da MotoGP cruzou a linha de chegada 4s5 na frente de Haslam, que acabou a prova um segundo na frente de Corser.

Embora a presença de Haslam no pódio assegure a liderança do campeonato, que vem sendo mantida desde o começo da temporada, Biaggi, junto com Leon Camier em quarto, colocou a Aprilia no topo da classificação das fabricantes pela primeira vez.

Quase tão felizes quanto a equipe Aprilia, a BMW celebrou o primeiro pódio da marca no campeonato Mundial de Superbike, o terceiro lugar de Corser. O australiano ocupa a sétima posição na classificação geral, 18 pontos a menos que o terceiro colocado.

A próxima etapa do campeonato Mundial de Superbike acontecerá no dia 16 de maio, próximo fim de semana, no circuito de Kyalami, na África do Sul.

Primeira Bateria:
1) Max Biaggi (ITA/Aprilia Alitalia), 31min07s044
2) James Toseland (ING/Yamaha Sterilgarda), + 0s247
3) Cal Crutchlow (ING/Yamaha Sterilgarda), + 0s297
4) Leon Haslam (ING/Alstare Suzuki), + 0s958
5) Leon Camier (IMG/Aprilia Alitalia), + 4s493
6) Ruben Xaus (ESP/BMW Motorrad), + 7s343
7) Michel Fabrizio (ITA/Ducati Xerox), + 7s369
8 ) Troy Corser (AUS/BMW Motorrad), + 9s344
9) Tom Sykes (ING/Kawasaki SRT), + 15s338
10) Sylvain Guintoli (FRA/Alstare Suzuki), + 16s761
11) Noriyuki Haga (JAP/Ducati Xerox), + 16s921
12) Max Neukirchner (ALM/Ten Kate Honda), + 22s231
13) Shane Byrne (ING/Althea Ducati), + 22s602
14) Carlos Checa (ESP/Althea Ducati), + 22s742
15) Jakub Smrz (CZE/PATA B&G Racing Ducati), + 26s266
16) Luca Scassa (ITA/Team Supersonic Ducati), + 26s415
17) Lorenzo Lanzi (ITA/DFX Ducati), + 26s968
18) Chris Vermeulen (AUS/Kawasaki SRT), + 36s964
19) Roger Lee Hayden (EUA/Team Pedercini Kawasaki), + 51s646
20) Broc Parkes (AUS/Echo-CRS Honda), + 1 volta

Segunda Bateria:
1) Max Biaggi (ITA/Aprilia Alitalia), 18 voltas
2) Leon Haslam (ING/Alstare Suzuki), + 4s547
3) Troy Corser (AUS/BMW Motorrad), + 5s469
4) Leon Camier (ING/Aprilia Alitalia), + 10s267
5) Tom Sykes (ING/Kawasaki SRT), + 15s561
6) Noriyuki Haga (JAP/Ducati Xerox), + 15s816
7) Sylvain Guintoli (FRA/Alstare Suzuki), + 15s861
8 ) Jakub Smrz (CZE/PATA B&G Racing Ducati), + 20s977
9) Shane Byrne (ING/Althea Ducati), + 21s920
10) Luca Scassa (ITA/Team Supersonic Ducati), + 21s974
11) Carlos Checa (ESP/Althea Ducati), + 27s152
12) Max Neukirchner (ALM/Ten Kate Honda), + 29s315
13) Chris Vermeulen (AUS/Kawasaki SRT), + 30s858
14) Roger Lee Hayden (EUA/Team Pedercini Kawasaki), + 47s160
15) Broc Parkes (AUS/Echo-CRS Honda), + 48s824

Fonte: Equipe MOTO.com.br

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s