Heber Pedrosa vence pela primeira vez no SuperBike Series Brasil


Já na abertura da temporada do SuperBike Series Brasil, Heber Pedrosa mostrou a que veio. O piloto da Spiga Racing foi o vencedor da etapa de abertura do Pirelli Mobil SuperBike, realizada neste domingo no autódromo de Interlagos, SP. Bruno Corano, da Suzuki Maxima, foi o segundo colocado, seguido pelo pole position, José Luiz “Cachorrão” Teixeira, da Cachorrão Racing Team.

Heber Pedrosa e Alecsandre “Doca” de Grandi, da De Grandi/Bardhal, fizeram grande largada e assumiram as duas primeiras posições, seguidos por Corano em terceiro. O paranaense Maycon Zandavalli assumiu na segunda volta a vice-liderança mas, na tentativa de manter a posição sobre Bruno Corano, o piloto caiu no S do Senna no início da quinta volta. Segundo informações da Spiga Racing, Zandavalli sofreu uma fratura no fêmur, mas passa bem.

Com o acidente, o atendimento ao piloto foi realizado com a adoção do procedimento de segurança inédito na Motovelocidade brasileira, adotado ainda na primeira temporada do SuperBike Series. Sem o safety car, os próprios pilotos mantém um ritmo de tempo 30s acima de suas voltas mais rápidas e, através de sinalizações de bandeiras amarelas e placas indicativas, ditam o ritmo a ser percorrido pelos competidores.

Já na relargada, a pressão de Bruno Corano sobre Heber Pedrosa foi ainda mais forte. Entretanto, o jovem piloto controlou as investidas do rival e venceu a prova. “Não é fácil ficar quinze voltas resistindo à pressão dos adversários. Tem que ter bastante preparo físico e estou muito feliz com essa vitória, que só não é completa, pelo acidente com o Maycon”, destacou Pedrosa.

Já Bruno Corano, terminou na segunda colocação, mas ficou com a melhor volta da prova com o tempo de 1:41.035 e reconheceu a superioridade do rival. “O Heber realmente estava muito forte hoje. É muito bom vermos novos nomes aparecerem no esporte e ganharem corridas, porque em campeonatos em que somente um piloto vence, fica chato. Então, fico feliz em ver que esses nomes surjam para renovar a categoria”, destacou.

Alecsandre “Doca” de Grandi terminou na quarta colocação e Alan Douglas, da Franco Bachot/Grupo Montana, e que nesta temporada subiu para a principal categoria do campeonato, fechou o pódio na quinta colocação. Na categoria Pro-AM, Fabio Adas, da Original Motorcycle, venceu a prova, seguido por Gustavo Herrera, da Rede Salamura, e Fernando Tomilheiro, MBR/Metal Técnica, em terceiro.

SBK Pro-AM Light/Stock e 600cc

Na SBK Pro-AM Light, Edvander de Oliveira venceu, mas não levou após receber punição de 20s no tempo final de prova após queimar a largada. A vitória ficou com Eduardo Duller, da Duller Atacadista, seguido por Yrio Azevedo e Rafael Gomide, da Suzuki Maxima, na terceira colocação. Na SBK Stock Light Carlos Quintas e Alexandre de Lucca e Jun Sakakibara.

Marcos Nishimoto, da Equipe Motonil, que foi o mais rápido do final de semana na 600cc, confirmou a superioridade e conquistou a vitória na categoria. A segunda colocação ficou com Daniel Fabbri, da Gigante Racing Team, e a terceira posição ficou com Marcello Brasil, da Target Race. Fechando o pódio da categoria, Eduardo Costa Netto, da Mobil Rush Racing Team terminou em quarto e, em quinto, Pedro Henrique Sala, da Simohara Motorcycle.

Copa Kawasaki Ninja 250R e 250cc Multimarca/Classic 135

Comprovando o domínio nos treinos classificatórios, Alex Schultz venceu com bastante tranquilidade na Copa Kawasaki Ninja 250R. No pelotão intermediário, muito equilíbrio e grandes disputas pela segunda e terceira colocações entre Maurício Prado, Matheus Dias e Carlos Augusto de Andrade. A diferença entre o terceiro e o sétimo colocados terminou inferior a um segundo, sendo 0.012s entre Matheus Dias e Carlos Augusto de Andrade.

Na última prova do dia, com tempo fechado em Interlagos, os competidores da 250cc Multimarca e 135 Classic entraram na pista. Na 250cc o campeão Lucas Teodoro, da Nenê Contabilidade/ Alemão Pneus, faturou a vitória seguido por Carlos Augusto Pimentel, Fast Mail/ Nocaute Academia, e Marco Antonio de Souza, Rodas Mil. Na 135Classic, Maicon Fuser, da Serrano Racing foi o vencedor seguido por Eduardo Baccarin, da Zago Preparações.

O equipamento do SuperBike Series

A Pirelli é a fornecedora exclusiva do Pirelli Mobil SuperBike com o Diablo SuperCorsa, pneu de alta tecnologia que garante aos pilotos incrível dirigibilidade, maior controle, repostas rápidas e segurança. Este equipamento proporciona máxima performance porque sua estrutura foi construída com as mais recentes soluções desenvolvidas pela Pirelli.

O Diablo SuperCorsa suporta velocidades superiores a 320 Km/h e assegura frenagens mais precisas e equilíbrio nas entradas de curva em alta velocidade. Os compostos inovadores proporcionam rápido aquecimento e maior agarre. As medidas utilizadas no campeonato são, para o dianteiro, 120/70ZR17 M/C 58W T, e para o traseiro, 190/55 ZR17 M/C 73W TL.

A segunda etapa do SuperBike Series Brasil/ Pirelli Mobil Superbike acontece no dia 27 de março, novamente no autódromo de Interlagos, SP. Confira todas as informações sobre a programação, vídeos, fotos, notícias, resultados através do http://www.superbike.com.br e nas mídias sociais do SuperBike Series Brasil no Twitter (@superbikebrasil) e no Facebook.

O SuperBike Series Brasil tem a realização da MotoSchool. Patrocínio de Pirelli, Mobil, Kawasaki, Alemão Pneus, Dia-Frag, TNT Energy Drink, Alpinestars, Brembo, Shark. Apoio da Prefeitura da Cidade de São Paulo, São Paulo Turismo e ESPN Brasil.

Resultados da prova:

SBK Pro
1º (42) Heber Pedrosa 34:46.347
2º (34) Bruno Corano 34:46.388
3° (51) José Luiz “Cachorrão” Teixeira 34:46.679
4º (90) Alecsandre “Doca” de Grandi 34:49.969
5º (78) Alan Douglas 34:56.962

Melhor volta 1.41:085 – Bruno Corano

SBK Pro AM
1° (300) Fabio Adas 34:59.454
2° (27) Gustavo Herrera 35:05.685
3° (50) Fernando Tomilheiro 35:06.486
4° (38) Ivan Gouvêa 35:06.178
5° (171) Michel Dacar 35:14.518

SBK Light
1° (20) Eduardo Duller 22:57.152
2º (4) Edson de Oliveira 22:21.444
3º (69) Yrio Azevedo 22:43.258
4º (31) Rafael Gomide 22:43.476
5° (62) Wellington Vieira 22:58.258

600cc
1° (41) Marcos Nishimoto
2° (27) Daniel Fabbri
3° (24) Marcello Brasil
4° (117)Eduardo Costa Neto
5º (72) Sergio de Laurentys

Copa Kawasaki Ninja 250R
1° (22) Alex Schultz 21:07.019
2° (1) Mauricio Prado 21:37.209
3° (82) Matheus Dias 21:51.041
4º (43) Carlos Augusto de Andrade 21:51.053
5º (35) Eduardo Bassan 21:52.860

250 Multimarca
1° (1) Lucas Teodoro 23:17.184
2° (94) Carlos Augusto Pimentel 23:28.184
3° (18) Marco Antonio de Souza 23:28.623
4° (646) Adriano de Mattos Prado 23:31.994

135 Classic
1° (74) Maicon Fuser 24:04.013
2° (39) Eduardo Baccarin 26:22.938

Fonte: Yes Sports

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: