Santa Cruz do Sul receberá a Moto 1000 GP


ncerrada a movimentação da etapa de Interlagos, os organizadores do Moto 1000 GP já intensificam os preparativos para o início da segunda metade do campeonato. A quarta das seis etapas tem suas corridas confirmadas para os dias 24 e 25 de setembro, no Autódromo Internacional de Santa Cruz do Sul. A mais nova categoria da motovelocidade nacional vai integrar a programação oficial de eventos comemorativos ao 133º aniversário do município gaúcho.

Pelo calendário original do Moto 1000 GP, esta etapa seria realizada em Londrina. Contudo, o autódromo paranaense estará fechado para reforma na data das corridas. “Com a impossibilidade do evento em Londrina o nosso primeiro foco foi buscar um autódromo que nos oferecesse condições para um grande evento de motovelocidade, onde houvesse muitos adeptos”, expôs Alexandre Barros, que promove e organiza o Moto 1000 GP ao lado de Gilson Scudeler.

Scudeler antecipa que o Moto 1000 GP terá a companhia do Campeonato Gaúcho na etapa em Santa Cruz do Sul. “Nas categorias equivalentes, teremos os pilotos dos dois campeonatos juntos na pista. Os pilotos do Moto 1000 GP não vão pontuar pelo Gaúcho, até para não atrapalhar quem está disputando os títulos de lá, mas os do Gaúcho vão pontuar pelo Moto 1000 GP”, explicou, antecipando que haverá também corridas de outras categorias regionais.

Heptacampeão brasileiro de motovelocidade entre 2002 e 2008, Scudeler já venceu corridas no circuito gaúcho. “Nessa decisão eu pude considerar a minha experiência pessoal como piloto, também. Santa Cruz do Sul é uma praça que tem um bom público, está numa região onde há muitos pilotos que pretendem ter uma carreira, ou iniciar uma carreira, e participar da motovelocidade. Eu tenho certeza de que vai ser um evento muito movimentado”, apostou.

A análise das praças disponíveis foi meticulosa, frisou Scudeler. “A nossa escolha não considerou só a estratégia de implantação, mas mapeamos todas as praças. Nós não podemos simplesmente fazer corridas em qualquer lugar, temos de fazer corridas onde é possível dar um mínimo de segurança e de condições a todos os pilotos. E Santa Cruz do Sul é uma praça propícia, que se encaixa muito bem nesse perfil”, avaliou o organizador do Moto 1000 GP.

Fonte: MOTO.com.br

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s