MV Agusta confirma chegada da Brutale 675 ao Brasil em 2013


Depois de apresentar a Rivale 800 no Salão de Milão, que ainda não tem data para chegar ao Brasil, a MV Agusta confirmou ao G1 mais um modelo para o mercado brasileiro. Trata-se daBrutale 675, a moto de entrada da família de nakeds (motos sem carenagens) esportivas da fabricante italiana. Com início das vendas previsto para o 2º semestre de 2013, a 675 será montada pela Dafra, em sua fábrica em Manaus – a marca brasileira também é responsável pela operação comercial da MV no Brasil.

Durante a feira milanesa, o presidente da Dafra, Creso Franco, havia confirmado ao G1intenção de expandir a linha MV Agusta no país, além de revelar que irá lançar mais dois scooters no mercado brasileiro – sob a logomarca Dafra. As novidades da Dafra estarão no Salão Duas Rodas 2013, em outubro, em São Paulo.

A caçula da família

“Pequena” do grupo, a Brutale 675 possui motor de 3 cilindros com 675 cm³ e é capaz de alcançar potência máxima de 110 cv a 10.600 e 6,63 mkgf a 10.600 rpm. O conjunto, composto por chassi de alumínio, possibilita a Brutale alcançar velocidade máxima de 225 km/h. Seguindo a tecnologia presente na esportiva F3, a naked possui controle de tração em oito níveis e quatro opções de potência no motor.

Seu peso seco é de 167 kg e capacidade do tanque é de 16,6 l. Os freios são “racing” e contam com duplo disco, na dianteira (320 mm), e monodisco, na traseira (220 mm). Na Europa, o modelo custa a partir de 8.990 euros – equivalente a R$ 24.220. Atualmente, a marca comercializa no Brasil Brutale 1090 R (R$ 52.000) e Brutale 1090 RR (R$ 60.000), ainda em versões 2012, os modelos 2013 também foram apresentados em Milão, com sutis novidades, além da nova Brutale 1090 e Brutale 800.

Fonte: AutoEsporte/G1

  1. wilson fogazzi 29/11/2012 às 08:45

    Estas novas montadoras que estão chegando no Brasil deveriam cobrar um preço justo pelas máquinas. Só assim acabariam com o monopólio das japonesas. Esta moto deveria custar no máximo R$35.000,00 – 40.000,00 no Brasil.
    Mas vai ser montada e custar pelo menos R$55.000,00.
    Lamentável a ganância das montadoras/governo.

    Curtir

    Responder

  2. ei e um pouco carinha.

    Curtir

    Responder

  3. Marcelo Nascimento 03/12/2012 às 16:23

    É Wilson… mas, em parte, somos culpados também. Mal a motoca chega às lojas e os afobados de plantão começam a formar a fila para adquirir o novo brinquedinho… Conheço gente que sai da loja feliz da vida com um carnê gigantesco na mão. Mas… está com a novidade na garagem.
    Temos que segurar a ansiedade.

    Curtir

    Responder

  4. Certamente.
    Mas mesmo comprando semi-nova, não adianta. O mercado regido por eles não muda. A não ser que se faça uma “greve” de compra de motos 0 Km. Fazer o que.

    Curtir

    Responder

    1. Marcelo Nascimento 03/12/2012 às 22:39

      Então… que seja uma greve de compras de moto zero!!!!

      abraço a todos

      Curtir

      Responder

  5. Your article ctnnaios valid and informative views with which I can relate. You have certainly done your homework which is proven by reading your content.

    Curtir

    Responder

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: