Qual a diferença? Luva Sport, Racing e Adventure

Confira as características e diferenças entre Luvas Sport, Racing e Adventure. Seja qual for a sua moto, o seu estilo de pilotagem ou a sua pegada, você PRECISA de uma boa luva!


QUAL A SUA PEGADA?

Seja qual for a sua moto, o seu estilo de pilotagem ou a sua pegada, você PRECISA de uma boa luva!

É ela quem vai proteger a sua mão, se num descuido ou azar, você parar no chão. E sabemos que o asfalto ou a terra cheia de pedrinhas não são nada confortáveis durante uma queda. E o depois da queda também não costuma ser nada tranquilo. Ter que passar dias esperando a mão cicatrizar, o tecido da pele se reconstruir, dependendo da profissão – a maioria delas – não poder exercer seu ganha pão por algum período e ainda ter que contabilizar o prejuízo financeiro  no final da recuperação, também não é nada legal.

Então concordamos que é bobagem pagar pra ver e não usar uma boa luva na próxima vez que sair de moto, certo?

OK! Então vamos ver que tipo de luva você precisa.

LUVA SPORT:

USO URBANO OU EM VIAGENS CURTAS

CONFORTO TÉRMICO

A luva pode ser em couro ou tecido. As de couro oferecem maior resistência à abrasão, enquanto as de tecido podem oferecer vantagens relacionadas ao conforto térmico, como impermeabilização ou ventilação. Existem também, opções em couro que são impermeáveis, mas essas geralmente são voltadas para o uso em viagens mais longas.

Se além da impermeabilização, você busca uma proteção contra o frio, existem modelos que oferecem uma forração interna ainda mais térmica com tecidos flanelados.

Para os que não pilotam na chuva, mas querem uma proteção contra o vento nos dias frios, a opção Windstopper® é a mais indicada. Sua construção em Neoprene funciona como uma barreira corta-vento.

Mas se o que quer é ventilação e conforto nos dias mais quentes, os modelos ventilados cumprem muito bem o papel de proteger da abrasão e impacto, sem aquecer as mãos, já que permitem o resfriamento das mãos com o fluxo de ar.

 PROTEÇÃO

As proteções rígidas na parte superior da mão podem ser em Poliuretano ou Fibra de carbono.

As de Fibra de carbono resistem muito bem ao impacto e são mais indicadas para o uso urbano e velocidades razoáveis, enquanto o PU (Poliuretano) é mais presente nas luvas de alta performance, por ter maior resistência à abrasão.

Outro fator de segurança que merece atenção, é o fecho. Ele deve estar sempre muito bem ajustado ao pulso, para que no caso de um acidente, a luva não saia da mão facilmente.

 CANO LONGO OU CANO CURTO

As luvas de cano curto são muito práticas de vestir. Para quem busca praticidade e agilidade na hora subir na moto, essa é a aposta certa. Elas são práticas, versáteis e podem ser usadas com qualquer tipo de jaqueta. Para o dia a dia é o ideal.

Já as de cano longo oferecem proteção extra com o punho estendido sobre a jaqueta. Assim, no caso de acidente reduz as chances da manga da jaqueta levantar e o pulso ficar exposto.

LUVA RACING:

PARA ACELERAR NAS PISTAS

MÁXIMA RESISTÊNCIA Á ABRASÃO

A luva Racing deve combinar resistência à abrasão, proteção contra impacto e sensibilidade.

Para garantir a resistência à abrasão, a luva deve ser em couro. E os modelos de alta performance ainda acrescentam o Kevlar® (Fibra de aramida) ao interior da luva, para elevar o nível de resistência. Além disso, a luva deve ter reforços em áreas críticas, como a região da “almofada” da mão (usada como apoio ao cair), palma da mão e parte interna do polegar, onde há maior atrito com a manopla.

Em geral, elas também têm o sistema Finger Bridge, que une os dedos mínimo e anelar para restringir a abertura do dedo mínimo no caso de um acidente.

SENSIBILIDADE

Para favorecer a sensibilidade, os modelos de ponta tem a palma da mão construída em couro de canguru, que oferece excelente resistência à abrasão com a maior sensibilidade possível.

PROTEÇÃO CONTRA IMPACTO

As proteções rígidas na parte superior da mão são em PU (Poliuretano) – material resistente ao impacto e abrasão –  indicado para as altas velocidades. Essas proteções na parte superior da mão, também podem servir de entradas de ar, dependendo do modelo da luva, e proporcionar o resfriamento da mão durante a pilotagem.

Na região da almofada da mão ou “zona de aterrissagem” se a luva oferecer um slider que proporcione mais resistência à abrasão, permitindo o deslizamento, será um ótimo benefício.

 PROTEÇÃO DO PUNHO

O cano da luva deve ser longo para envolver a manga do macacão ou jaqueta, e oferecer cobertura total do equipamento sobre o punho do piloto. Alguns modelos tem uma proteção de poliuretano nessa região, fechando e envolvendo todo o punho, oferecendo o máximo de proteção contra o impacto e abrasão na região do pulso do piloto.

Um detalhe de extrema importância na segurança, é o fecho logo abaixo da palma da mão. Esse fecho é o mais importante, é ele quem garante que a luva não saia da mão durante um acidente. É tão importante, que sobre ele tem uma aba de couro para protegê-lo e garantir que ele não se abra com a abrasão do asfalto, evitando assim que a luva saia da mão do piloto.

LUVA ADVENTURE:

MUITOS KM, TODO TERRENO E QUALQUER CLIMA

CONFORTO TÉRMICO

No Moto Turismo o conforto é um fator importante na avaliação da luva, já que estamos falando de se pilotar por longos períodos. E durante uma viagem longa é provável que se tenha diversas condições climáticas. Por isso pode ser necessário ter mais de uma luva à mão: uma impermeável para os dias frios e chuvosos, e outra ventilada para os dias mais quentes. Tudo para garantir conforto e segurança durante a viagem.

No caso das luvas impermeáveis, elas podem ter forração térmica ou não. As que têm, permitem que se pilote com as mãos aquecidas mesmo em dias mais frios.

Elas podem ser de couro ou tecido. As de couro garantem maior resistência à abrasão e são indicadas para os pilotos que aproveitam para acelerar nos trechos de alta velocidade, e precisam de maior proteção.

As luvas impermeáveis podem ter o cano longo ou curto. As luvas mais longas garantem maior proteção contra o frio e a chuva. As luvas mais curtas são mais práticas e fáceis de vestir e tirar.

Para as luvas ventiladas, é importante que elas tenham uma proteção rígida sobre as mãos, assim garantem a eficiência contra o impacto e oferecem maior resistência à abrasão.

PROTEÇÃO

Independente de impermeável ou ventilada, a luva deve ter a área de “pouso” ou “almofada das mãos” reforçada, para que no caso de atrito com o chão, a luva resista à abrasão protegendo a mão do piloto.

Algumas têm a proteção rígida no topo das mãos, essas também são indicadas para viagens onde se terá alta velocidade, pois em caso de acidente elas oferecem proteção extra contra o impacto. As que não têm esse tipo de proteção, tem um acabamento espumado para absorver parte do impacto. Essas são indicadas para quem não se expõe tanto à altas velocidades.

  1. Marcos Lima 07/05/2018 às 13:17

    Fico indignado quando vejo motociclistas nas estradas andando sem luvas. Na cidade, acredito que praticamente 90% anda sem luvas o que também é um erro, já que na maioria dos acidentes as mãos são usadas para tentar amortecer uma queda e/ou proteger-se. Hoje existem luvas para todos os bolsos, climas e tipos de uso, não deixe de usá-las. Tive uma queda a 40 km sem luvas, a “almofada” da minha mão esquerda ficou em carne viva, ralei 4 falanges e levou um mês para recuperar, fazendo curativo direto.

    Curtir

    Responder

Deixe seu comentário:

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: