Ducati admite que terá dificuldades na etapa de Austin por não ter participado de treinos coletivos

A fase não parece muito boa para a Ducati na MotoGP. Após terminar a abertura do campeonato, no Qatar, na sétima e oitava colocações, a equipe italiana já prevê maiores dificuldades neste fim de semana, na estreia da categoria em Austin, pois a fabricante foi a única a não participar dos treinos de pré-temporada no circuito americano.

Dessa forma, a única experiência da montadora no circuito foi um rápido shakedown feito por Nicky Hayden com uma moto de rua. Por isso, o chefe da Ducati, Vittoriano Guareschi, admitiu que terá dificuldades no começo da etapa.

“Infelizmente, como a Ducati não testou em Austin, nós estamos um pouco em desvantagem com relação aos nossos competidores. A pista é completamente nova para a gente. Nicky fez um breve shakedown com a moto de rua e, pelo jeito que a descreveu, será bem difícil”, disse o italiano.

“Por isso, nós vamos ter uma tarefa dupla nas primeiras sessões. Precisamos encontrar o acerto geral e a configuração correta da eletrônica. O fim de semana será um pouco desconhecido, mas estamos otimistas”, completou o dirigente, enumerando o trabalho da equipe na chegada ao Circuito das Américas.

Quem concordou com o chefe foi Andrea Dovizioso. O italiano, substituto de Valentino Rossi no time, reconheceu que começará atrás na etapa. “Eu nunca estive em Austin, mas pelo vídeo parece uma pista grande e competitiva, mas também muito difícil. Infelizmente, não testamos lá como outros pilotos, então isso será um problema no começo”, encerrou.

Fonte: Grande Premio