Heber Pedrosa vence pela primeira vez no SuperBike Series Brasil

Heber Pedrosa vence pela primeira vez no SuperBike Series Brasil

Já na abertura da temporada do SuperBike Series Brasil, Heber Pedrosa mostrou a que veio. O piloto da Spiga Racing foi o vencedor da etapa de abertura do Pirelli Mobil SuperBike, realizada neste domingo no autódromo de Interlagos, SP. Bruno Corano, da Suzuki Maxima, foi o segundo colocado, seguido pelo pole position, José Luiz “Cachorrão” Teixeira, da Cachorrão Racing Team.

Heber Pedrosa e Alecsandre “Doca” de Grandi, da De Grandi/Bardhal, fizeram grande largada e assumiram as duas primeiras posições, seguidos por Corano em terceiro. O paranaense Maycon Zandavalli assumiu na segunda volta a vice-liderança mas, na tentativa de manter a posição sobre Bruno Corano, o piloto caiu no S do Senna no início da quinta volta. Segundo informações da Spiga Racing, Zandavalli sofreu uma fratura no fêmur, mas passa bem.

Com o acidente, o atendimento ao piloto foi realizado com a adoção do procedimento de segurança inédito na Motovelocidade brasileira, adotado ainda na primeira temporada do SuperBike Series. Sem o safety car, os próprios pilotos mantém um ritmo de tempo 30s acima de suas voltas mais rápidas e, através de sinalizações de bandeiras amarelas e placas indicativas, ditam o ritmo a ser percorrido pelos competidores.

Já na relargada, a pressão de Bruno Corano sobre Heber Pedrosa foi ainda mais forte. Entretanto, o jovem piloto controlou as investidas do rival e venceu a prova. “Não é fácil ficar quinze voltas resistindo à pressão dos adversários. Tem que ter bastante preparo físico e estou muito feliz com essa vitória, que só não é completa, pelo acidente com o Maycon”, destacou Pedrosa.

Já Bruno Corano, terminou na segunda colocação, mas ficou com a melhor volta da prova com o tempo de 1:41.035 e reconheceu a superioridade do rival. “O Heber realmente estava muito forte hoje. É muito bom vermos novos nomes aparecerem no esporte e ganharem corridas, porque em campeonatos em que somente um piloto vence, fica chato. Então, fico feliz em ver que esses nomes surjam para renovar a categoria”, destacou.

Alecsandre “Doca” de Grandi terminou na quarta colocação e Alan Douglas, da Franco Bachot/Grupo Montana, e que nesta temporada subiu para a principal categoria do campeonato, fechou o pódio na quinta colocação. Na categoria Pro-AM, Fabio Adas, da Original Motorcycle, venceu a prova, seguido por Gustavo Herrera, da Rede Salamura, e Fernando Tomilheiro, MBR/Metal Técnica, em terceiro.

SBK Pro-AM Light/Stock e 600cc

Na SBK Pro-AM Light, Edvander de Oliveira venceu, mas não levou após receber punição de 20s no tempo final de prova após queimar a largada. A vitória ficou com Eduardo Duller, da Duller Atacadista, seguido por Yrio Azevedo e Rafael Gomide, da Suzuki Maxima, na terceira colocação. Na SBK Stock Light Carlos Quintas e Alexandre de Lucca e Jun Sakakibara.

Marcos Nishimoto, da Equipe Motonil, que foi o mais rápido do final de semana na 600cc, confirmou a superioridade e conquistou a vitória na categoria. A segunda colocação ficou com Daniel Fabbri, da Gigante Racing Team, e a terceira posição ficou com Marcello Brasil, da Target Race. Fechando o pódio da categoria, Eduardo Costa Netto, da Mobil Rush Racing Team terminou em quarto e, em quinto, Pedro Henrique Sala, da Simohara Motorcycle.

Copa Kawasaki Ninja 250R e 250cc Multimarca/Classic 135

Comprovando o domínio nos treinos classificatórios, Alex Schultz venceu com bastante tranquilidade na Copa Kawasaki Ninja 250R. No pelotão intermediário, muito equilíbrio e grandes disputas pela segunda e terceira colocações entre Maurício Prado, Matheus Dias e Carlos Augusto de Andrade. A diferença entre o terceiro e o sétimo colocados terminou inferior a um segundo, sendo 0.012s entre Matheus Dias e Carlos Augusto de Andrade.

Na última prova do dia, com tempo fechado em Interlagos, os competidores da 250cc Multimarca e 135 Classic entraram na pista. Na 250cc o campeão Lucas Teodoro, da Nenê Contabilidade/ Alemão Pneus, faturou a vitória seguido por Carlos Augusto Pimentel, Fast Mail/ Nocaute Academia, e Marco Antonio de Souza, Rodas Mil. Na 135Classic, Maicon Fuser, da Serrano Racing foi o vencedor seguido por Eduardo Baccarin, da Zago Preparações.

O equipamento do SuperBike Series

A Pirelli é a fornecedora exclusiva do Pirelli Mobil SuperBike com o Diablo SuperCorsa, pneu de alta tecnologia que garante aos pilotos incrível dirigibilidade, maior controle, repostas rápidas e segurança. Este equipamento proporciona máxima performance porque sua estrutura foi construída com as mais recentes soluções desenvolvidas pela Pirelli.

O Diablo SuperCorsa suporta velocidades superiores a 320 Km/h e assegura frenagens mais precisas e equilíbrio nas entradas de curva em alta velocidade. Os compostos inovadores proporcionam rápido aquecimento e maior agarre. As medidas utilizadas no campeonato são, para o dianteiro, 120/70ZR17 M/C 58W T, e para o traseiro, 190/55 ZR17 M/C 73W TL.

A segunda etapa do SuperBike Series Brasil/ Pirelli Mobil Superbike acontece no dia 27 de março, novamente no autódromo de Interlagos, SP. Confira todas as informações sobre a programação, vídeos, fotos, notícias, resultados através do www.superbike.com.br e nas mídias sociais do SuperBike Series Brasil no Twitter (@superbikebrasil) e no Facebook.

O SuperBike Series Brasil tem a realização da MotoSchool. Patrocínio de Pirelli, Mobil, Kawasaki, Alemão Pneus, Dia-Frag, TNT Energy Drink, Alpinestars, Brembo, Shark. Apoio da Prefeitura da Cidade de São Paulo, São Paulo Turismo e ESPN Brasil.

Resultados da prova:

SBK Pro
1º (42) Heber Pedrosa 34:46.347
2º (34) Bruno Corano 34:46.388
3° (51) José Luiz “Cachorrão” Teixeira 34:46.679
4º (90) Alecsandre “Doca” de Grandi 34:49.969
5º (78) Alan Douglas 34:56.962

Melhor volta 1.41:085 – Bruno Corano

SBK Pro AM
1° (300) Fabio Adas 34:59.454
2° (27) Gustavo Herrera 35:05.685
3° (50) Fernando Tomilheiro 35:06.486
4° (38) Ivan Gouvêa 35:06.178
5° (171) Michel Dacar 35:14.518

SBK Light
1° (20) Eduardo Duller 22:57.152
2º (4) Edson de Oliveira 22:21.444
3º (69) Yrio Azevedo 22:43.258
4º (31) Rafael Gomide 22:43.476
5° (62) Wellington Vieira 22:58.258

600cc
1° (41) Marcos Nishimoto
2° (27) Daniel Fabbri
3° (24) Marcello Brasil
4° (117)Eduardo Costa Neto
5º (72) Sergio de Laurentys

Copa Kawasaki Ninja 250R
1° (22) Alex Schultz 21:07.019
2° (1) Mauricio Prado 21:37.209
3° (82) Matheus Dias 21:51.041
4º (43) Carlos Augusto de Andrade 21:51.053
5º (35) Eduardo Bassan 21:52.860

250 Multimarca
1° (1) Lucas Teodoro 23:17.184
2° (94) Carlos Augusto Pimentel 23:28.184
3° (18) Marco Antonio de Souza 23:28.623
4° (646) Adriano de Mattos Prado 23:31.994

135 Classic
1° (74) Maicon Fuser 24:04.013
2° (39) Eduardo Baccarin 26:22.938

Fonte: Yes Sports