Motocicletas estão na mira dos radares-pistolas em SP

Motocicletas estão na mira dos radares-pistolas em SP

1207944 - Motocicletas estão na mira dos radares-pistolas em SP

Os radares-pistolas entraram em operação em março de 2012 e desde então vem registrando uma média de 1.200 autuações por mês nas vias da cidade  de São Paulo, segundo dados da CET (Companhia de Engenharia de Tráfego). Equipado com mira laser e três câmeras, o aparelho portátil é exclusivo para flagrar motocicletas acima do limite de velocidade.

Atualmente os radares-pistolas são usados por 150 agentes de trânsito, que ficam espalhados por 65 pontos da cidade. Os locais foram definidos após um levantamento a partir do número de acidentes envolvendo motocicletas.

Apesar de não haver sinalização específica para os radares-pistolas e a fiscalização não acontecer em pontos fixos, a CET informa que as autuações com os equipamentos são legais. A multa aplicada pelo dispositivo pode variar entre R$ 85,13 e R$ 574,62.

A fiscalização costuma ser vista com maior frequência no viaduto da Washington Luís sobre a avenida dos Bandeirantes, no viaduto do metrô Imigrantes sobre a avenida Ricardo Jafet, em trechos da Radial Leste, nas mediações do Shopping Tatuapé, no Viaduto Antártica sobre a avenida Francisco Matarazzo, além de viadutos e pontes das marginais Tietê e Pinheiros.

Foto: Divulgação

Fonte: MOTO.com.br