BMW R 1200 GS - Viagem de Moto

Vai viajar no feriado? Veja algumas DICAS

ANTES DE VIAJAR

1) Traçar o roteiro com muito cuidado: o mapa do Google Maps é bem confiável e fornece informações sobre a pista (dupla ou não) se são pedagiadas (de preferência escolha a pedagiada), as distâncias a serem percorridas para que você programe suas paradas para descanso, abastecimentos e pernoites.

2) Previsão do tempo: verificar o clima de onde você vai sair e dos lugares para onde vai, para que você possa se preparar melhor para o que vai enfrentar durante a viagem.

3) A moto deve passar na sua Concessionária de confiança para uma Revisão de Viagem.

4) Leve na bagagem todas as lâmpadas e fusíveis da moto, pois qualquer lâmpada ou fusível queimado é motivo para uma série de desagrados como, multas, acidentes, etc.. conforme o lugar que você estiver não encontra a peça original e aí começam as adaptações, atrasos e preocupações.

Geralmente você consegue emprestar da Concessionária que você freqüenta estes itens.

Um tubo de reparador instantâneo de pneus pode ser a salvação, ele enche o pneu furado e permite que você chegue até um Posto de combustível ou outro local movimentado, pois ficar parado em meio à rodovia sem ninguém por perto e muito perigoso.

Graxa para corrente, e um filtro de óleo principalmente se a sua moto for importada.

5) Roupas velhas: Vá guardando camisetas, cuecas, meias velhas para usar na ida, assim você vai descartando durante a viagem evitando de lavar essas roupas ou guardá-las em sacolas plásticas, alivie a bagagem.

6) Equipamentos do piloto: Para usar por baixo do equipamento de segurança uma “segunda pele” é um bom revestimento térmico, mantém o corpo seco, pois ela expele o suor para o lado de fora e quando você parar a noite, é só passar debaixo da torneira usar sabonete mesmo, enxágüe e duas horas depois esta seco.

Botas próprias para motociclismo são imprescindível, jaqueta de cordura com proteções, calças  em cordura também com proteções, luvas apropriadas (levar dois pares, pois com o suor das mãos elas ficam difíceis de vestir novamente), levar duas ou três balaclavas também devido ao suor e trocando a cada meio dia evita o mau cheiro no capacete.

Capacete, buscar uma marca confiável ou se você já tem o seu verifique a validade e as faixas refletivas, um detalhe importante que pesquisei, em acidentes 65%  dos casos o capacete não estava devidamente preso à cabeça do piloto e saiu fora com o impacto causando danos irreparáveis, portanto prestar atenção a este detalhe pode salvar sua vida. Roupas de chuva, ao verificar o tempo fechando e carros vindo sentido contrário molhados, pare e vista a roupa de chuva antes de começar a chover.

7) Bagagem: Nunca leve mochila nas costas, ela escorrega e pode desequilibrar nas curvas causando um acidente. Preferencialmente um baú e dependendo da necessidade alforjes resolvem bem o problema, porém é aconselhável colocar a bagagem em sacos plásticos para não molharem em caso de chuva, pois sempre passa um pouco de água pelas costuras do alforje. Prenda bem os alforjes é preferível pecar por excesso a perder parte da bagagem na estrada.

Identificação do piloto: Imprima e plastifique dois cartões, um para colar na moto em lugar bem visível e outro para levar no bolso da  jaqueta, com todos os seus dados,t elefones para emergência, tipo sanguíneo medicamentos de uso continuo que você usa, alguma doença, como por exemplo se você é diabético, se usa insulina etc.. Em caso de acidente o socorrista com estas informações saberá como agir, ponha também no seu celular o primeiro nome da agenda A EMERGÊNCIA, pois os socorristas procuram no celular para quem ligar.

Alimentação: Para evitar problemas gástricos com alguma comida estragada, e para manter as energias e o corpo hidratado leve barrinhas de cereal de sabores variados, e refrigerantes em uma bolsa térmica.

Se a cada duas horas você comer uma ou duas barrinhas e tomar um refrigerante ou água mineral, pode até evitar de almoçar, não fica com aquele peso no corpo; e bem mais tranqüilo, aproveite as paradas para usuários de pedágio, sempre tem café, banheiros limpos e é seguro.

Leve também o telefone de um reboque ou guincho da sua cidade que você conheça, por mais que você esteja longe, em caso de pane, ligue para ele, pois eles conhecem outros guinchos de todo o Brasil e podem te ajudar com um reboque.

Fonte: Viajar de Moto

Texto: Erickson Löderer